Page 11 of 12

Suas dificuldades tem te voltado contra Deus ou para Deus?

Todos nós estamos sujeitos à passar por dificuldades e isso é pelo simples fato de estarmos vivos. Dificuldades chegam em nossas vidas por lados diferentes, por meios diferentes; mas todas nos colocam em um estado sensível. Mas a boa notícia é que em todo tempo as dificuldades vem com um propósito, elas nunca aparecem em nossas vidas sem um motivo e um significado. O segredo está em como nos comportamos diante às dificuldades que nos afrontam. As dificuldades da sua vida tem te feito avançar ou parar?

Em meio as dificuldades nós precisamos:

– Depender de Deus

Se o nosso foco estiver firmado em Deus, as dificuldades se tornarão pequenas e algo simples de superar. Salmos 119:143 diz: “Tribulação e angústia me atingiram, mas o teus mandamentos são o meu prazer”. Quando nossa esperança e refúgio dependerem somente de Deus, teremos prazer em esperar por Ele e encontraremos conforto em meio as dificuldades.

– Descansar em Deus

É possível encontrar descanso em meio as dificuldades que nos sobrecarregam. A bíblia nos afirma isso em Mateus 11:28: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu darei descanso a vocês”. Se optarmos por descansar em meio as situações que nos afligem e entregarmos à Deus o que não temos condições humanas de resolver, estaremos dando à Deus total domínio e controle sobre o que nos afronta e Ele fará por nós o que não podemos fazer.

Também podemos:

– Aprender em meio a dor

Eu gosto muito deste texto bíblico que nos ensina à dar graças em meio a dor: “E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações, sabendo que a tribulação produz a paciência; e a paciência, a experiência; e a experiência, a esperança”. Romanos 5:3-4. É possível aprender com os vales e desertos que enfrentamos. É possível tirar uma lição de cada luta e tribulação que vem para nos empurrar em direção à Deus.

– Crescer em intimidade e conhecimento

Não faz muito tempo que Deus me deu uma palavra que muito me abençoou. “O meu coração sofre, ansioso, pois, em todos os momentos, quero conhecer a tua vontade”. Salmos 119:20. É incrível o quanto crescemos espiritualmente quando buscamos intimidade com Deus. A intimidade nos traz conhecimento de Deus, e o conhecimento de Deus nos leva à entender a sua vontade. Quando entendemos que as dificuldades podem nos trazer crescimento passamos a vê-las como algo momentâneo, que vêm mas não permanece, que vêm para nos amadurecer e fortalecer nossa fé.

O propósito maior de cada dificuldade é nos levar mais perto de Deus, é nos levar a conhecer sua grandeza e nos colocar em um nível mais alto de conhecimento e intimidade com Ele. Quando aprendemos com as dificuldades, entendemos que é possível dar graças em todo tempo, mesmo que nem tudo esteja em nosso favor.

Que possamos deixar as dificuldades nos voltar para Deus!

 

 

 

 

Você tem um chamado ou gosta de cantar?

Você sabe o que significa ter um chamado ou um ministério dado por Deus? Você já leu algo relacionado à isso na bíblia? Já ouviu uma promessa que Deus fez à você a respeito de algo que Ele deseje que você faça para Ele?

Quando Paulo escreveu à igreja em Éfeso, ele disse: “E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo” (Efésios 4:11,12). Quando leio este texto, entendo que os dons dados por Deus precisam ser exercidos, colocados em prática; para que haja edificação e crescimento no corpo de Cristo.

Quando penso na palavra ‘chamado’ ou ‘ministério’, penso também em palavras tais como:’escolhido’, ‘separado’, ‘marcado’, ‘preparado’. Quando Deus chama, Ele separa; e quando Ele separa, Ele marca; Ele também nos prova e nos ensina. E se entedemos que Deus nos chamou, é preciso entender também que precisamos viver uma vida de santidade, renúncia, busca e dedicação.

O que acontece muitas vezes são pessoas confundindo um chamado com a vontade de cantar, tocar um instrumento ou pregar. Elas fazem compromisso com a igreja mas não tem um compromisso com Deus. Elas querem ter um lugar de destaque nos cultos mas não querem ter um altar de adoração em casa, no trabalho, na escola, nas ruas. Elas querem ouvir seu nome sendo pronunciado na igreja, mas não querem dar ouvidos à voz de Deus os chamando para fazer a diferença.

A diferença entre querer ou sentir vontade de cantar e exercer um chamado é muito grande. Vontade no dicionário significa: “A capacidade através da qual tomamos posição frente ao que nos aparece. Diante de um fato, podemos desejá-lo ou rejeitá-lo. Ante um pensamento, podemos afirmá-lo ou negá-lo”. Certamente, não é aconselhável confiar em nossa própria vontade, porque ela pode oscilar entre ‘querer’ e ‘não querer’. Ela pode estar fortemente enraizada em nós como também pode ser razoavelmente sentida.

Se você que está lendo esta mensagem tem feito um compromisso com algum ministério a partir de uma mera vontade que nem sempre está afirmada dentro de você, ore! Peça a Deus uma confirmação, busque a Ele e Ele te responderá. E a partir de quando você receber essa confirmação, peça a Ele sabedoria, ousadia e disposição para você exercer esse chamado com exelência.

Quando a confirmação vem de Deus, precisamos valorizar o que Ele coloca em nossas mãos para fazer, não podemos receber os dons dados por Deus e guardá-los em uma caixinha e usá-los somente quando nos convém. Se Ele nos confiou dons, devemos então sempre estar disponíveis e preparados quando a oportunidade nos for dada. Eclesiastes 9:8 diz “Sejam sempre alvas as tuas vestes, e nunca falte o óleo sobre a tua cabeça”. Esse versículo sempre me serviu de motivação e afirmação ao meu chamado; para que eu o exerça com responsabilidade e santidade.

Nem sempre será conveniente para nós fazer algo para Deus, haverá dias em que não teremos forças, disposição ou motivação para colocarmos nossos dons em prática. Provações virão, o desânimo também virá, mas a certeza do chamado precisa estar gravada em nossos corações de tal forma que as circunstâncias momentânias não sirvam de desculpa para recuarmos e negarmos a oportunidade preciosa de usarmos nossas vidas para o crescimento do reino.

Busque se separar, busque estar em conexão com o sobrenatural, busque dedicação. Queira se alimentar de fontes espirituais diariamente, esteje em sintonia com Deus através da palavra, da oração, do jejum. Não podemos fazer algo para Deus de qualquer forma, é preciso constância, ordem e acima de tudo obediência à voz daquele que tem nos confiado um chamado.

Maquiagem é pecado?

Outro dia li um texto em um certo blog que a mulher não deve usar maquiagem por ser considerado uma ofensa ao nosso corpo que é templo do Espírito Santo. Infelizmente, não tive como rebater esse texto porque não havia uma opção para deixar comentários. O autor dessa mensagem deixava um versículo para meditação que está em 1 Coríntios 3:16 e 17 que diz: “o Espírito de Deus habita em vós… o santuário de Deus que sois vós, é sagrado”.

Só que o autor baseou maior parte do seu texto no fato de que o uso de maquiagem traz danos à pele por conter químicos que causam envelhecimento precoce, bloqueiam os poros e pode até causar depressão. O texto inteiro continha partes de outros textos sobre os efeitos desses químicos; inclusive nenhum desses textos foram propriamente citados; o que me leva a desacreditar da veracidade dos mesmos.

Infelizmente, o autor pesquisou sobre químicos que faziam parte das maquiagens há dez anos atrás; hoje em dia a industria de produtos de maquiagem evoluiu ao ponto de que os químicos prejudiciais já foram substituídos por outros que ajudam, conservam e hidratam a pele. O mais interessante é pensar que esse autor se esqueceu de dizer que outros produtos tais como desodorante, shampoo, sabonete e hidratantes também possuem químicos; produtos esses que ele mesmo deve usar.

Então, se vamos relacionar o uso de maquiagem à produtos que fazem mal à pele, deveriamos também citar o uso de todos os tipos de produtos de higiene que também podem ser prejudiciais. E se pecado está relacionado à coisas que são prejudiciais, então deveriamos citar também certos alimentos que são prejudiciais à nossa saúde tais como o açúcar, gordura saturada, sal em excesso e etc. O que não vale é citar um versículo sem base no que se está falando. Se um versículo bíblico é utilizado para condenar o uso que químicos em nossa pele então o texto tem que ter fundamento espiritual e provas bíblicas de que isso é um pecado.

Ao meu ponto de vista, o pecado está relacionado ao que vem de dentro, à atitudes que tomamos, ao que falamos e como nos comportamos. A maquiagem pode facilmente ser removida com água e sabão; e o coração? Esse sim precisa ser santificado, separado e cuidado para não cair em tentação. É importante mencionar também que com tantas coisas relevantes que tem acontecido no mundo, tais como: doenças, corrupções, guerras, catastrofes naturais e outras; esse assunto não deveria ser uma questão importantíssima à ser tratada e exposta como pecado.

Se nós como cristãos, começassemos à prestar atenção no que realmente interessa, como pregar o evangelho aos que estão perecendo, talvez trariamos mais resultado ao reino de Deus. Porque enquanto nossa atenção estiver voltada aos detalhes do nosso exterior, o interior morre de fome. E a verdade é que nosso interior precisa de mais atenção do que nosso exterior, o cuidado precisa estar voltado ao nosso coração e não ao que fazemos ou deixamos de fazer com nossa pele.

Mateus 6:21 diz: “Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração”; e isso versículo pra mim é muito profundo pois me leva a entender que meu coração segue o que eu dou valor. Se eu der valor e priorizar as coisas que realmente precisam ser feitas nesses últimos dias que estamos vivendo, então meu coração alí também estará. E se colocarmos nosso coração nas coisas de Deus, grandes coisas faremos para Ele. Isso sim precisa ser notado, precisa ser falado e precisa ser vivido. Maquiagem realmente contém produtos químicos que precisamos evitar e optar por produtos que não machuquem a pele. Mas mesmo que eu opte em usar maquiagem, eu também posso removê-la facilmente caso isso venha ferir alguém. E o coração envaidecido, orgulhoso, cego, que prega uma santidade falsa? Isso sim é difícil de ser removido.

« Older posts Newer posts »