Reconheço que este é um assunto muito polêmico, mas não poderia deixar de falar a respeito sendo que ultimamente ando horrorizada com o que ando vendo. Meninas de Jesus… o que passa na cabeça de uma “pessoinha” quando ela vai à uma loja comprar suas roupas? Que tipo de roupa lhe agrada mais? As mais curtas? Decotadas? Transparentes? As que estão na moda? As que os estilistas estão apresentando como último lançamento? Ai ai ai hein…

Presta atenção aqui em uma coisa: nem tudo que tem nas lojas, revistas, mídia em geral é feito para nós – mocinhas lindas que Jesus fez, que precisa cuidar pra não fazer o irmãozinho pecar. A última moda nem sempre precisa parar dentro do nosso guarda-roupa e fazer parte da nossa escolha para vestimenta. As vezes precisamos usar nossa cabecinha que não é só pra balançar os cabelos e pensar um pouquinho se aquilo vai valorizar mais as curvas do nosso corpo ou nosso caráter como cristã.

Você sabe o que acontece quando a pessoa mostra mais perna do que precisa mostrar? Ou usa um decote daqueles que quase afoga a própria pessoa? Os irmãos passam à desejá-la sexualmente. E não me vem com aquela conversa de que o que interessa é o nosso interior e blá blá blá, com certeza nosso interior é muito importante mesmo, mas o que está à vista de todos é o exterior mesmo, e este precisamos preservar e cuidar para que não sirva de tropeço.

Se você, florzinha de Jesus, tem cáido nessa armadilha de querer comprar estes tipos de roupas que mostram mais do que deveria mostrar, deixa eu te perguntar: Pra quê e porque? É sua intenção fazer com que os pobres irmãos venham te olhar e desejar? É certo fazer com que todos os homens do planeta terra te olhem e pensem em algo  sexual à seu respeito? Pois então, outro aspecto muito importante a respeito desse assunto é como se vestir numa festa, casamento, jantar especial e etc. Se você se comporta muito bem, se veste bem bonitinha, comportadinha e tal, porque então que na festa você arranja um vestido minúsculo, decotado, transparente, com somente um palmo de pano? Na festa a gente deixa de ser crente? Olha lá hein!

Daí eu te pergunto: Qual imagem você está vendendo? Qual mensagem você está passando quando as pessoas te olham? Se você entrar e sair de um lugar sem falar nada, o que é que as pessoas pensaram de você a partir do que você estava vestindo?

Decência é elegância, lembre-se disso. Não faça de seu corpo uma vitrine, colocando só um pedacinho de pano pra tampar quase nada. Ser vulgar não é para as mocinhas de Jesus, isso é coisa do cão mesmo. Seja elegante, bem vestida. Represente com sabedoria o seu exterior, afinal de contas é que todo mundo tá vendo. Cuide também do seu interior, leia, se informe, não seja motivo de tropeço.

“A liberdade de escolha é um direito de todos, mas só alguns a exercem com elegância” ~Honoré de Balzac